terça-feira, 3 de novembro de 2009

Conjunto de Tapetes TMI para o Carocha

Quando este carocha veio parar às minhas mãos pude constatar que em determinado ponto do restauro feito pelo anterior dono foram colocados uns tapetes um tanto ou quanto fajutos, e para meu desespero, completamente colados à chapa. Antes de o adquirir, quando fiz a minha inspecção de leigo, tentei levantar os tapetes (como é habitual) para ver o estado da chapa por baixo mas isso foi completamente impossível, estavam colados e bem colados. Claro que isto deixou-me com a pulga atrás da orelha e rezei para que não fosse ter "surpresas".

No fim-de-semana passado, como o tempo estava fraco decidi comprar dois conjuntos de tapetes da TMI, um para a mala e outro para o habitáculo e por mãos à obra.


Depois de retirados os tapetes de fraca qualidade em todo o veículo, surgiram realmente algumas surpresas, nada de grave é certo, mas obrigou-me a fazer um tratamento á chapa (tipo caseiro) para evitar a degradação acelerada. Podres não havia mas alguma ferrugem sim, coloquei um produto químico para eliminar o óxido e pintei com aquelas tintas de pintar directamente no óxido, tudo comprado nos armazéns de bricolage. Já estou a imaginar os restauradores profissionais que calhem de ler isto a gritar 'Heresia', 'cretino' e outros adjectivos menos favoráveis à minha pessoa! O que vale é que quase ninguém deve ler isto, eh, eh!


Depois de pintado coloquei em alguns sítios uma tela auto-colante de alcatrão que se compra nos mesmos armazéns e que serve para isolar tectos e paredes. Esta tela é interessante para isolamento térmico e acústico do carocha e é utilizado por muitos profissionais como alternativa mais barata aos métodos tradicionais.



Já com o conjunto de tapetes novos na mala, estes cabem direitinho, mas, para evitar colar como mandam as instruções, optei por fixá-los estrategicamente com parafusos. Assim, posso removê-los quando quiser até para vistoriar o estado da chapa sem ter que os estragar.


Sem comentários:

Publicar um comentário