terça-feira, 25 de agosto de 2009

VENDO O MEU SUZUKI SAMURAI 1.9TD

Pois é, está na hora de vender o meu Samurai. Não consigo arranjar tempo para desfrutar deste bicho como deve ser.

SUZUKI SAMURAI SJ 1.9TD de 1999. Em muito bom estado geral com diversos extras (ver lista), mais de 2000 euros de material investido. Têm 53000 kilometros.

Preço de 5250 euros discutivel. Pode ser visto em Braga

Para mais informações, por favor;

email: miguel.lobo@clix.pt

Obrigado

Soft Top
Inclinometro
Bola de Reboque com protecção do Depósito
Amortecedores traseiros procomp es1000
Barra de recolocação dos amortecedores traseiros
Filtro K&N
Afasta ramos
Pneus BF Goodrich Land Terrain 235/75 R15 (com Alteração de Livrete)
Jantes 15" com off set negativo -35
Extensões de para lamas
bomba de injecção mexida
Amortecedores ProComp ES3000 dianteiros
Barras de Direcção Reforçadas
Brincos maiores da Calmini
Kit de reposicionamento dos apoios das molas
Molas de trás alteradas
Tubagens dos travões mais longas
Bancos do Honda CRX
Bancos estufados de novo
Embraiagem nova
Calços de travões novos
Bancos de trás com apoio da cabeça














terça-feira, 18 de agosto de 2009

Os Carros da Minha Vida.

Ufff, isto deu trabalho, tive que ver montes de fotografias para arranjar algumas. Mesmo assim, a do Vectra, Renault e Astra não são fotos minhas, são da net porque acho que nunca tirei fotos aos carros. As restantes são (eram) dos veiculos que me pertenceram (pertencem).



Austin Mini 1000
O meu primeiro carro. Devia ter 18 ou 19 anos. Em tom de brincadeira costumo dizer que tive duas alegrias com este carro, no dia em que o comprei e no dia em que o vendi. O espaço de tempo intermédio foi uma espécie de limbo, aconteceu-me de tudo o que se possa imaginar com ele mas ao mesmo tempo tinha respeito por esta pequena grande máquina e traz-me uma boa dose de recordações.


Nissan Micra
Desejando algo um bocado maior do que o mini, oscilei entre um Fiat uno e um Nissan Micra, acabei por optar pelo Nissan porque tinha fama de ser um carro robusto e de durabilidade superior ao Fiat. A escolha provou não ser muito acertada porque o Nissan não durou muito. Andei com ele até o motor dar o estertor, ou quase.


Renault Super 5
Como vendi o Nissan por pataca e meia e não tinha dinheiro, optei por um usado relativamente barato, um Renault Super 5. Um carro francamente feio e de interiores plastificados mas, este sim, robusto, nunca tive problemas até o vender à minha mãe. Ela usou-o até ter que deixar de conduzir, e aí ofereceu-o a um familiar.


Citroen 2CV
Uma daquelas manias, o 2cv já era um clássico por natureza, não descansei enquanto não arranjei um. Como sou péssimo em negócios (principalmente autos), este também foi um bom rombo na carteira. Comprei-o meio abandonado, foi pintado, posto a funcionar, e andei algum tempo com ele mas... confesso que não me habituei muito bem a este carro. Anda pouco, faz muito barulho e quase pegou fogo. Gosto dele, sem duvida, mas....vendi-o.


Opel Corsa 1.5TD (1995)
Este carro só tinha um defeito, não tinha direcção assistida, de resto era muito bom. Robusto q.b. e com uma motorização TD da Isuzu bem dimensionada para o peso do carro. Costumava comentar com a minha esposa que se lhe colocar umas asas o carro até levantaria voo. Em subidas, conseguia facilmente ultrapassar carros de maior potência. Acabei por vender quando necessitamos de um carro maior.


Opel Vectra 1.7TD (1997)
Veiculo que me deixa algumas saudades, era grande, bem construído, confortável e bonito. Adorei este carro. Não estive isento de problemas com ele e tinha um defeito horrível que era a sub-motorização. Também da Isuzu, mas desta vez não tinha pujança para o elevado peso da carroçaria. Os arranques eram um problema, demorava a desenvolver. Em andamento, sem problemas, era suficientemente veloz e com boas recuperações. Separei-me dele por já ter muita quilometragem e por estar a gastar um bocado demais.


Hyundai 1.6 FX (1997)
A fase dos desportivos, mais uma aventura. Optei por um Hyundai usado, preto, bonito, andava bem mas gastava ainda mais. Efectivamente os consumos com o aumento brutal dos combustíveis acabou por ser um problema e resolvi colocar um depósito de GPL. Andei uns anos, até me fartar e partir para outra mania, os 4x4.


Volkswagen Caravelle 1.6TD Westfalia (1985)
Entretanto, adquiro uma VW Caravelle 1.6TD convertida em autocaravana. Um daqueles amores à primeira vista. Adquiri-a em 2004 e estou de tal forma enamorado desta carrinha que, enquanto tiver dinheiro suficiente para a sustentar, não me livro dela.


Opel Astra 1.3cdti (2005)
Este é o substituto do Vectra. Comprei um Opel Astra 1.3cdti em troca do Vectra. Este Astra, tal como todos os Opel que tive, são bem construídos e anda bem mas o motor veio com um miserável problema que ninguém me resolve. Estou à espera da melhor oportunidade para o despachar.


Suzuki Samurai 1.9TD (1999) 4x4
Vendi o Hyundai para comprar isto. Passei, literalmente, de cavalo para burro. Este Suzuki Samurai TD é uma desgraça na estrada mas um brinquedo espectacular no fora de estrada. É robusto quanto baste apesar de imensamente espartano.


Devido ao aumento da familia e ao deterioramento das minhas costas por usar o Samurai, decidi vender para comprar o meu primeiro Carocha.

E para já é tudo, as minhas aventuras no mundo das 4 rodas está pejada de contratempos, loucuras, maus negócios e etc. Creio que até hoje, o carro a que me tenho mantido mais fiel, ou o que está (ou esteve) mais tempo na minha mão, é a carrinha VW, e vai continuar. Ando a pensar num novo membro para a minha garagem, um Karmann Ghia, provavelmente durante este ano vou aventurar-me.

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Vilar 200cc



Uma bonita Vilar de 200cc que costumo ver nas feiras de clássicos. O quadro é diferente da minha mas têm outras peças que são iguais. Serviu de inspiração para a minha querida 125cc.