quarta-feira, 3 de março de 2010

Banco para a Lowrider

Com a primavera quase a bater à porta, creio estar na altura de pegar num projecto meu que comecei à mais de um ano mas que teve alguns percalços

Uma das minhas paixões, são as bicicletas, e tinha decidido construir uma estilo Lowrider para oferecer à minha filha, utilizando várias peças que ia arranjando. Quando estava quase a culminar a sua construção, surgiram dois problemas que forçaram que este projecto fosse “encostado”. Em primeiro lugar, apercebi-me tarde que a bicicleta, de rodado 24” iria ser demasiado grande para a estatura da minha filha e em segundo lugar, devido a uma forqueta hiper-curva que utilizei, a pedaleira batia no chão o que tornava a bicicleta impossível de se conduzir.

Volvido mais de um ano sobre essa fase, acho que posso voltar à carga e tentar, sem stress, resolver esse problema técnico. Entretanto, decidi também alterar o visual da bicicleta que não era muito próprio para uma menina (à base de cromados, preto e branco) e vou decapar tudo e pintar.

Como primeiro acto desta fase decidi trocar o banco que era branco por um mais ‘ameninado’. Vai daí, lembrei-me que em tempos li num fórum que alguém tinha descoberto uma casa que ainda tinha este tipo de bancos com um padrão à flores. Imaginei que volvido tanto tempo já não teria sorte de arranjar um, mas, não só arranjei um como arranjei também a curva de escape para a minha motorizada Casal Carina que publiquei no post anterior. O próximo passo é resolver o caso da pedaleira.

Vejam lá se o banco não é bonito!






Apesar da quantidade de anos que o banco deve ter (muitos), não têm qualquer ponta de ferrugem e o tecido (plastificado), que estava com uma boa dose de humidade e verdete, ficou completamente novo depois de limpo com...dodotes.

Sem comentários:

Publicar um comentário